Atualidade

Alterações no ciclo menstrual antes da menopausa indicam risco de doença cardíaca

Um novo estudo, realizado na University of Pittsburgh, concluiu que as alterações no ciclo menstrual das mulheres, um pouco antes da menopausa, podem indicar o risco de estas virem a desenvolver problemas cardíacos.

Segundo a pesquisa, divulgada na revista científica Menopause, cerca de 62% das 428 mulheres analisadas mantiveram a regularidade nos ciclos menstruais antes da menopausa. As restantes mostram ciclos de duração muito variáveis (de cinco a dois anos), o que pode indicar uma diminuição prematura das hormonas, em particular de estrogénio.

Além da saúde reprodutiva, esta hormona também é responsável pela manutenção da saúde cardiovascular das mulheres. Sendo que se estas acabam por ter uma menor exposição ao estrogénio no começo da transição para a menopausa, levando a uma maior probabilidade de problemas cardiovasculares pode ser especialmente notória.

“A doença cardiovascular é a principal causa de morte em mulheres e o risco aumenta significativamente após a meia-idade, razão pela qual acreditamos que a menopausa pode contribuir para esta doença. As mulheres têm diferentes trajetórias do ciclo menstrual durante a transição da menopausa. E essa trajetória parece ser um indicador da saúde cardiovascular”, afirmou o principal autor do estudo, Samar El Khoudary.

Patrocínio

Os dados, opiniões e conclusões expressos nesta publicação são da exclusiva responsabilidade do(s) seu(s) autores e não representam necessariamente os de Bial, não podendo, em caso algum, ser tomado como expressão das posições de Bial. Bial não se responsabiliza pela atualidade da informação, por quaisquer erros, omissões ou imprecisões.