Atualidade

Atualização das guidelines da ESC para a abordagem de doentes com arritmias ventriculares e prevenção da morte súbita cardíaca

Recentemente, foram publicadas as “ESC Guidelines for the management of patients with ventricular arrhythmias and the prevention of sudden cardiac death”, desenvolvidas pela European Society of Cardiology (ESC) e endossadas pela Association for European Paediatric and Congenital Cardiology (AEPC). Este documento serve de atualização às últimas recomendações de 2015 e conta com “novos insights sobre a epidemiologia da morte súbita cardíaca (MSC), novas evidências sobre genética, imagem e achados clínicos para estratificação de risco para arritmias ventriculares (AV) e MSC”, tendo em conta “avanços na avaliação diagnóstica e nas estratégias terapêuticas”.

Tal como se pode ler no documento, “as partes relativas ao diagnóstico e à abordagem foram adaptadas para facilitar o seu uso na tomada de decisões clínicas quotidianas”.

“A primeira parte geral tem novas seções sobre avaliação diagnóstica, incluindo testes provocativos farmacológicos, testes genéticos e um trabalho sistemático de probandos e dos seus parentes com doenças elétricas primárias.”, afirmam os autores, indicando ainda que foram incluídos “fluxogramas abrangentes e recomendações para a avaliação diagnóstica na primeira apresentação com AV de doentes sem doença cardíaca previamente conhecida”, abrangendo “cinco cenários clínicos frequentemente encontrados”.

Mais ainda, “são apresentadas recomendações práticas para otimização da programação do cardioversor desfibrilhador implantável (CDI) e algoritmos para o manejo de doentes com taquicardia de complexo QRS largo regular e tempestade elétrica”.

Saiba mais sobre estas recomendações aqui.