Cardiologistas defendem que a telemedicina deve manter-se

O presidente da Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC), Lino Gonçalves, defende que a telemedicina, que cresceu com as exigências da pandemia, deve manter-se. Relembrou que a questão crítica nas consultas é definir quais os doentes que podem ser seguidos à distância.
Por favor faça login ou registe-se para aceder a este conteúdo.

SPH promove 3.ª Semana da Hipertensão com webinares temáticos

A Sociedade Portuguesa de Hipertensão (SPH) assinala a 3.ª Semana da Hipertensão, de 16 a 24 de maio, com o propósito de sensibilizar a sociedade para o tema e alertar para a importância da prevenção e do tratamento adequado da doença.

Por favor faça login ou registe-se para aceder a este conteúdo.

APIC elege nova direção

A Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC) elegeu o cardiologista Eduardo Infante de Oliveira como presidente da direção nos próximos dois anos. O novo presidente é licenciado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e cardiologista de intervenção desde 2007.

Por favor faça login ou registe-se para aceder a este conteúdo.

Regina Ribeiras e o CPC 2021: “Conseguimos edificar um programa de elevada qualidade”

“Nesta segunda edição online procuramos colmatar as falhas que estavam ao alcance da nossa capacidade de controlo”. Foi esta a preocupação subjacente ao Congresso Português de Cardiologia 2021 (CPC), que arranca esta sexta-feira, 30 de abril, e se estende até domingo, 2 de maio. Ao Jornal Médico, a presidente do congresso, Regina Ribeiras, sustentou que tiveram de “trabalhar afincadamente e imaginar a melhor forma de construir um programa com o nível científico de excelência”.

Por favor faça login ou registe-se para aceder a este conteúdo.

CPC2021 com programa científico de referência internacional

O Congresso Português de Cardiologia 2021 (CPC2021), sob o lema “Sinergias em Cardiologia, ponte para o futuro”, vai contar com um programa científico de referência internacional. A edição decorre entre os dias 30 de abril e 2 de maio, com oradores de todas as áreas da cardiologia, mas também da medicina interna, intensivismo, medicina geral e familiar.

Por favor faça login ou registe-se para aceder a este conteúdo.

Impacto do trabalho por turnos na pressão arterial: uma revisão sistemática com meta-análise

A médica e investigadora Sara Gamboa Madeira apresenta as principais linhas do trabalho “Impacto do trabalho por turnos na pressão arterial: uma revisão sistemática com meta-análise”, que subordinou ao congresso online ESC Preventive Cardiology, que decorre de 15 a 21 de abril. A autora principal do artigo é médica na USF Mactamã – ACES Sintra e integra o programa doutoral EnviHealth&CoInstituto de Saúde Ambiental (ISAMB), Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa.

Por favor faça login ou registe-se para aceder a este conteúdo.

Plataformas de nanopartículas de lípidos com potencial para entregar CRISPR-Cas9 para fins terapêuticos

Mutações com perda de função do gene Angptl3 estão associadas com níveis lipídicos reduzidos, o que faz deste gene um alvo terapêutico atrativo para o tratamento de dislipidemias. Num estudo levado a cabo por investigadores da Universidade de Tufts, do Broad Institute e do MIT, foi desenvolvida uma plataforma de nanopartículas de lípidos capaz de entregar RNA mensageiro (mRNA) deCas9 e RNA guias para a edição in vivo do gene ANGPTL3 a partir da ferramenta de edição genética CRISPR-Cas9 . O efeito terapêutico resultante da edição genética manteve-se durante o periodo do estudo, não houve evidências de mutações indesejadas nem suspeitas de toxicidade hepática.

Por favor faça login ou registe-se para aceder a este conteúdo.

Luís Bronze assume presidência da SPH

No próximo dia 17 de abril os novos Corpos Sociais da Sociedade Portuguesa de Hipertensão (SPH), para o biénio de 2021-2023, vão tomar posse. A presidência ficará a cargo de Luís Bronze, cardiologista, diretor de Saúde da Marinha Portuguesa e investigador integrado do Centro de Investigação e Desenvolvimento do Instituto Universitário Militar (CIDIUM).

“É um grande orgulho ter sido escolhido para a esta honrosa posição. Esta eleição enriquece também a minha carreira clínica e científica. E, certamente, espero que contribua para o esforço que constitui o combate às doenças cardiovasculares, fonte de tanto sofrimento. Afinal, é mister da alma de cada médico o alívio da dor dos seus semelhantes. Também foi e será sempre aquele o meu objetivo, enquanto médico”, salienta Luís Bronze, em nota enviada.

A SPH sublinha que neste momento “as sociedades científicas são muito importantes para assegurar a informação científica mais atual e as boas práticas em relação à sua área científica de interesse. Esse papel é ainda mais relevante neste tempo pandémico em que as informações se sucedem, muitas vezes contraditórias e eivadas de ‘achismo’”.

Acrescenta ainda que “no seu mandato, Luís Bronze quer dar destaque aos principais desafios que são contribuir de todas as formas para o diagnóstico, combate e informação pública relativas a esta doença crónica”.

Entre outros cargos, é coordenador da linha de investigação da saúde, no Centro de Investigação Naval (CINAV), Escola Naval, Marinha Portuguesa. É também diretor de Saúde da Marinha Portuguesa desde 26 de julho de 2018 e investigador integrado do Centro de Investigação e Desenvolvimento do Instituto Universitário Militar (CIDIUM).

 

Patrocínio

Os dados, opiniões e conclusões expressos nesta publicação são da exclusiva responsabilidade do(s) seu(s) autores e não representam necessariamente os de Bial, não podendo, em caso algum, ser tomado como expressão das posições de Bial. Bial não se responsabiliza pela atualidade da informação, por quaisquer erros, omissões ou imprecisões.