Atualidade

Exercícios de alta intensidade podem desenvolver problemas cardíacos agudos

Apesar de os especialistas recomendarem a prática diária de 150 minutos de atividade física moderada a intensa, como forma de fortalecer os músculos cardíacos, segundo um novo estudo publicado no jornal científico Circulation, exercícios de alta intensidade e esforço excessivo podem elevar o risco de desenvolvimento de problemas cardíacos agudos.

investigação refere ainda que a prática extrema de exercício e a competição em eventos desportivos de resistência pode aumentar exponencialmente o risco de os indivíduos sofrerem de complicações e levar à incidência de distúrbios do ritmo cardíaco.

O estudo analisou atletas após terminarem eventos de corrida extenuantes e detetou que os marcadores presentes em amostras de sangue continham biomarcadores associados a problemas relacionados com o coração.

Estes marcadores geralmente desaparecem por si, mas quando uma pessoa participa atividades físicas extremas, podem levar ao aparecimento de problemas como paredes mais grossas do coração e cicatrizes no coração.

Além disso, no final do estudo, os cientistas constataram que o exercício de alta intensidade pode aumentar o risco de paragem cardíaca súbita ou morte cardíaca súbita em pessoas que já sofrem de condições coronárias prévias.

Patrocínio

Os dados, opiniões e conclusões expressos nesta publicação são da exclusiva responsabilidade do(s) seu(s) autores e não representam necessariamente os de Bial, não podendo, em caso algum, ser tomado como expressão das posições de Bial. Bial não se responsabiliza pela atualidade da informação, por quaisquer erros, omissões ou imprecisões.