Atualidade

Hospitais de Coimbra realizam primeira cirurgia cardíaca por vídeo-toracoscopia

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) realizou a primeira cirurgia cardíaca minimamente invasiva por vídeo-toracoscopia para resolução da patologia valvular e defeito septal congénito.

“Trata-se de um procedimento inovador, ainda pouco realizado a nível nacional e no estrangeiro”, salienta a unidade hospitalar, em comunicado, referindo que a intervenção foi efetuada pelo Serviço de Cirurgia Cardiotorácica e Transplantação de Órgãos Torácicos (CCTOT).

Para o diretor do CCTOT, David Prieto, “o procedimento cirúrgico realizado vem de encontro a um dos objetivos da direção do serviço: apostar em procedimentos minimamente invasivos com vantagens funcionais e estéticas óbvias para o doente, menos tempo de internamento e de recuperação, entre outros”.

Acrescentou que outros procedimentos “minimamente invasivos já fazem parte da atividade cirúrgica rotineira do Serviço, contudo esta destaca-se das anteriores por ser um procedimento vídeo-toracoscópico”.

“A cirurgia é realizada com auxílio de uma câmara de vídeo e instrumentos adequados que permitem operar o coração através dos espaços entre as costelas, em vez da clássica abordagem através do esterno”, esclarece.

A equipa cirúrgica envolvida nesta intervenção foi constituída pelos especialistas Gonçalo Coutinho, Filipe Soares e Pedro Correia e pela enfermeira Carla Pinheiro, que colocaram em prática o conhecimento adquirido após formação num centro europeu.

Patrocínio

Os dados, opiniões e conclusões expressos nesta publicação são da exclusiva responsabilidade do(s) seu(s) autores e não representam necessariamente os de Bial, não podendo, em caso algum, ser tomado como expressão das posições de Bial. Bial não se responsabiliza pela atualidade da informação, por quaisquer erros, omissões ou imprecisões.