Atualidade

INEM encaminhou quase 900 casos de enfarte através da via verde coronária em 2021

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), em 2021, encaminhou 898 casos de Enfarte Agudo do Miocárdio (EAM) para os hospitais mais adequados, através da Via Verde Coronária.

Em comunicado, o INEM refere que “73,4% dos casos decorreram menos de duas horas entre o início dos sintomas e o contacto com o INEM, feito através do 112. Já em 20,6% dos casos, o processo foi efetuado entre as duas e as 12 horas de evolução da sintomatologia”, sendo que os casos em que decorreram “mais de doze horas de evolução dos sinais e sintomas até à ativação dos serviços de emergência médica representam 6% face ao total de casos encaminhados”.

Os distritos onde houve mais doentes encaminhados com EAM foram Lisboa, Porto e Braga, com 212, 204 e 74 casos registados, respetivamente. Em particular, o Centro Hospitalar e Universitário São João (119), o Hospital de Braga (102), e o Centro Hospitalar Lisboa Central (71) foram as unidades hospitalares que receberam o maior número de doentes encaminhados através da Via Verde Coronária.

Os dados indicam ainda que é na “população do sexo masculino que se verifica uma maior incidência desta doença súbita, com 82,9% dos casos de EAM registados”.

O INEM alerta que, perante sinais e sintomas desta doença súbita, ligar o Número Europeu de Emergência (112) e transmitir as informações de forma clara é o procedimento mais correto para garantir que os doentes recebem o tratamento mais adequado.

Patrocínio

Os dados, opiniões e conclusões expressos nesta publicação são da exclusiva responsabilidade do(s) seu(s) autores e não representam necessariamente os de Bial, não podendo, em caso algum, ser tomado como expressão das posições de Bial. Bial não se responsabiliza pela atualidade da informação, por quaisquer erros, omissões ou imprecisões.