Investigação

Investigadores do Porto participam em desafio que visa detetar sopros cardíacos

Investigadores da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP) vão organizar um desafio internacional com o objetivo de estimular o desenvolvimento de soluções para detetar a presença de sopros em gravações de auscultações cardíacas de 1.500 utentes, a maioria crianças.

Em nota enviada, a FCUP indicou que os investigadores estão envolvidos na organização de um desafio internacional “que pretende estimular o desenvolvimento de soluções para problemas de investigação ainda abertos sobre a análise de sinais fisiológicos da atividade cardiovascular”.

Além de especialistas desta instituição, o desafio vai contar com a participação de investigadores do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC) e do Instituto de Telecomunicações (IT).

Será a “primeira vez” que investigadores portugueses participam nos desafios George B. Moody PhysioNet, eventos internacionais que decorrem há 22 anos e são organizados pela PhysioNet em colaboração com a conferência Computing in Cardiology.

Este ano, o desafio foca-se na “deteção automática da presença de sopros a partir da análise de gravações de auscultação cardíaca”, salienta a instituição.

Aos participantes é solicitado que projetem e implementem um “algoritmo funcional e de código aberto” que possa determinar se algum sopro é audível nos registos de um paciente.

Os algoritmos vão ser desenvolvidos tendo por base gravações de auscultação cardíaca de mais de 1.500 pacientes, na sua maioria crianças, que foram recolhidos em diferentes projetos de investigação, liderados pelo IT em colaboração com o Círculo do Coração, no Brasil.

“O grande objetivo é identificar a presença, ausência ou casos obscuros de sopros em registos de sons cardíacos coletados de vários locais de auscultação no corpo, usando um estetoscópio digital”, acrescenta a FCUP.

Em comunicado, o investigador e docente Miguel Coimbra, afirma que equipas de todo o mundo vão poder participar no desafio e “propor diferentes soluções para desempenhar a tarefa”.

Os vencedores do desafio serão anunciados na conferência Computing in Cardiology, que este ano decorre de 04 a 07 de setembro em Tampere, na Finlândia.

Patrocínio

Os dados, opiniões e conclusões expressos nesta publicação são da exclusiva responsabilidade do(s) seu(s) autores e não representam necessariamente os de Bial, não podendo, em caso algum, ser tomado como expressão das posições de Bial. Bial não se responsabiliza pela atualidade da informação, por quaisquer erros, omissões ou imprecisões.