Atualidade

Meta-análise sugere que a combinação da revascularização eletiva e da terapêutica médica reduz a mortalidade cardíaca

No EuroPCR 2021, Navarese e colegas apresentaram os resultados de uma meta-análise que comparou a revascularização coronária + terapêutica médica versus terapêutica médica isolada.

Esta meta-análise incluiu quase 20 mil doentes com síndromes coronárias crónicas, submetidos a revascularização eletiva em 25 ensaios aleatorizados. O endpoint primário incluía a mortalidade cardíaca e os secundários incluíam a mortalidade por qualquer causa, enfarte espontâneo do miocárdio, enfarte do miocárdio e AVC.

Os autores identificaram uma redução do risco relativo (estatisticamente significativo) de 21% na mortalidade cardíaca no grupo submetido a revascularização em associação a terapêutica médica. Globalmente, esta meta-análise sugere que há benefícios sinérgicos da revascularização em associação à terapêutica médica otimizada nestes grupos de doentes.

Esta meta-análise demonstrou, por isso, uma redução consistente e significativa da mortalidade cardíaca, favorecendo a cirurgia de revascularização coronária eletiva mais terapêutica médica, comparativamente à terapêutica médica isolada, enquanto estratégia de tratamento para doentes com doença arterial coronária estável. O estudo integral está disponível online em https://doi.org/10.1093/eurheartj/ehab246.

Patrocínio

Os dados, opiniões e conclusões expressos nesta publicação são da exclusiva responsabilidade do(s) seu(s) autores e não representam necessariamente os de Bial, não podendo, em caso algum, ser tomado como expressão das posições de Bial. Bial não se responsabiliza pela atualidade da informação, por quaisquer erros, omissões ou imprecisões.