Atualidade

NEForMI organiza Curso de Abordagem na Fase Aguda do Acidente Vascular Cerebral

O Núcleo de Estudos de Formação em Medicina Interna (NEForMI) da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI), vai realizar o Curso de Abordagem na Fase Aguda do Acidente Vascular Cerebral nos dias 11 e 12 de março de 2022, em Lisboa.

“A doença vascular cerebral é a principal causa de mortalidade e incapacidade permanente em Portugal. A cada hora três portugueses sofrem um acidente vascular cerebral, um deles não sobrevive, e metade dos sobreviventes ficará com sequelas incapacitantes”, frisou a coordenadora do Núcleo de Estudos da Doença Vascular Cerebral (NEDVC), Luísa Fonseca.

Advertiu ainda que a identificação precoce dos doentes com AVC é, por isso, “extremamente importante” no “sentido de permitir o acesso rápido a cuidados diferenciados, sendo também necessário realizar uma correta investigação etiológica, de modo a determinar o tratamento mais adequado, com vista a diminuir a recorrência”.

No final do curso, os formandos vão ser capazes de “rapidamente reconhecer os doentes com Acidente Vascular Cerebral agudo e os critérios de ativação e da Via Verde de AVC; proporcionar o tratamento mais adequado aos doentes com AVC (isquémico ou hemorrágico) na fase hiperaguda e na fase aguda; realizar uma correta avaliação etiológica para cada tipo de patologia e para cada doente; propor o melhor tratamento para prevenção secundária de cada um dos tipos de doença Vascular Cerebral e quais os objetivos da mesma e identificar e tratar as complicações médicas e neurológicas mais frequentes na fase aguda”, enumerou Luísa Fonseca.

O curso destina-se a médicos Internos ou especialistas de Medicina Interna, médicos de outras especialidades médicas e a médicos do Ano Comum. Consulte mais informações AQUI.

 

Patrocínio

Os dados, opiniões e conclusões expressos nesta publicação são da exclusiva responsabilidade do(s) seu(s) autores e não representam necessariamente os de Bial, não podendo, em caso algum, ser tomado como expressão das posições de Bial. Bial não se responsabiliza pela atualidade da informação, por quaisquer erros, omissões ou imprecisões.