Atualidade

PORTHOS: maior estudo para conhecer os números da insuficiência cardíaca ruma ao Alentejo

Após o arranque com o estudo piloto em Matosinhos, o PORTHOS ruma agora ao Alentejo, mais precisamente a Serpa e Aljustrel. Cerca de 500 pessoas serão convidadas a participar no PORTuguese Heart failure Observational Study (PORTHOS) que tem como objetivo conhecer o número de pessoas que sofrem de insuficiência cardíaca em Portugal e caracterizá-las.

O estudo, promovido pela Sociedade Portuguesa de Cardiologia e pela AstraZeneca, em parceria com a Nova Medical School, vai avaliar uma amostra representativa da população portuguesa com residência em Portugal Continental e idade igual ou superior a 50 anos. Depois de contactados telefonicamente nas primeiras semanas de setembro, as pessoas que aceitarem participar no estudo serão convidadas a deslocar-se a uma Unidade Móvel, instalada num camião, devidamente equipado com meios técnicos e humanos, onde se vão realizar alguns exames médicos, desde a colheita de sangue a exames, como o eletrocardiograma e o ecocardiograma. Este camião estará em Serpa entre 19 e 23 de setembro e em Aljustrel entre 27 de setembro e 1 de outubro.

O estudo PORTHOS vai percorrer o País durante este ano e o próximo e os seus resultados vão ajudar não só a quantificar o número de pessoas com a doença, mas também a conhecer as características dos doentes com insuficiência cardíaca, o que irá aumentar o conhecimento e informação sobre o impacto desta doença em Portugal e, consequentemente, permitir uma definição de políticas de saúde capazes de colmatar as necessidades reais existentes.

Saiba mais, aqui.

Patrocínio

Os dados, opiniões e conclusões expressos nesta publicação são da exclusiva responsabilidade do(s) seu(s) autores e não representam necessariamente os de Bial, não podendo, em caso algum, ser tomado como expressão das posições de Bial. Bial não se responsabiliza pela atualidade da informação, por quaisquer erros, omissões ou imprecisões.