Atualidade

Preditores de recorrência de arritmia em doentes submetidos a ablação por cateter e cardioversão elétrica

As taxas de recorrência após ablação por cateter (AC) e cardioversão por corrente direta (DC) permanecem altas, embora tenham sido estabelecidos como tratamentos de controlo do ritmo da fibrilhação auricular (FA).  Perante esta realidade, um grupo de investigadores fez uma avaliação sistemática de várias meta-análises de estudos observacionais e ensaios clínicos randomizados (ECR) para a associação de fatores de risco e de proteção para a recorrência de arritmia após AC e cardioversão DC no tratamento da FA, resultando no artigo de revisão Predictors of recurrence after catheter ablation and electrical cardioversion of atrial fibrillation: an umbrella review of meta-analyses”, publicado recentemente na EP Europace.

A metodologia utilizada apoiou-se em três bases de dados bibliográficos pesquisados até junho de 2021. A evidência de associação foi classificada como “convincente”, “altamente sugestiva”, “sugestiva”, “fraca” ou “não significativa” em relação aos estudos observacionais e como “alta”, “moderada”, “baixa” ou “muito baixa” em relação aos ECR, de acordo com os critérios estabelecidos.

Trinta e uma meta-análises foram incluídas. Das 28 associações entre AC e o risco de recorrência de arritmia, nenhuma apresentou evidência convincente, e apenas o tempo desde o diagnóstico até à ablação superior a um ano forneceu evidência altamente sugestiva. A associação entre hipertensão e perfil metabólico forneceu evidência sugestiva. As associações do uso de antiarrítmicos das classes IC e III com a recorrência após cardioversão DC foram sustentadas por um nível de evidência intermédio.

Como conclusão, os investigadores referem que, embora a FA seja um importante problema de saúde, poucos fatores de risco e de proteção para a recorrência de FA foram identificados. Nenhum desses fatores avaliados foi apoiado por evidência convincente, enquanto fatores estabelecidos, como ser do sexo feminino e o volume da aurícula esquerda, mostraram apenas uma associação fraca. Por outro lado, uma estratégia precoce de AC combinada com o tratamento da síndrome metabólica e hipertensão antes da AC pode reduzir o risco de recorrência da arritmia, enquanto que ouso de antiarrítmicos pode aumentar a taxa de sucesso da cardioversão DC.

Saiba mais, aqui.

Patrocínio

Os dados, opiniões e conclusões expressos nesta publicação são da exclusiva responsabilidade do(s) seu(s) autores e não representam necessariamente os de Bial, não podendo, em caso algum, ser tomado como expressão das posições de Bial. Bial não se responsabiliza pela atualidade da informação, por quaisquer erros, omissões ou imprecisões.