Atualidade

Risco cardiovascular e a Medicina Familiar, discussão em aberto em jornadas

A 15ª edição das Jornadas de Prevenção do Risco Cardiovascular em Medicina Familiar traz, nos dias 24 e 25 de junho, à discussão  temas da saúde cardiovascular e estratégias de gestão das comorbilidades associadas, a adotar pelos clínicos.

O evento presidido por Alberto Mello e Silva, cardiologista no Hospital da Luz, e Francisco Araújo, coordenador do Departamento de Medicina Interna no Hospital Lusíadas de Lisboa, encontra-se repartido  sessões de várias áreas de interesse, que passam por temas como: “As várias faces da Hipertensão: Um desafio sem fim à vista”, “Doença Aterosclerótica Coronária: será gota na artéria?”, ou “Sobreviver de Cancro e Risco Vascular”. Entre outras sessões, dedicadas a grupos de doentes,  falar-se-á sobre a  “Saúde dos idosos na MGF”.

E no momento “O Risco cardiovascular e a Medicina Familiar. Diversos problemas e dúvidas com que somos confrontados no dia-a-dia da nossa profissão”, será aberto um espaço para diálogo entre os palestrantes, David de Lima Marques, da USF Amendoeira; Jaime Branco, diretor do Serviço de Reumatologia, CHLO / HEM; Luciana Couto, da USF Camélias, e os presidentes das Jornadas.

As  Jornadas de Prevenção do Risco Cardiovascular em Medicina Familiar  de 2022 decorrem no Centro de Congressos Santa Eulália, em Albufeira.

Para saber mais acerca deste evento, consulte aqui.

Patrocínio

Os dados, opiniões e conclusões expressos nesta publicação são da exclusiva responsabilidade do(s) seu(s) autores e não representam necessariamente os de Bial, não podendo, em caso algum, ser tomado como expressão das posições de Bial. Bial não se responsabiliza pela atualidade da informação, por quaisquer erros, omissões ou imprecisões.