Atualidade

Sociedade Portuguesa de Cardiologia focada em estratégia nacional que responda às necessidades da saúde da mulher

A Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC) integra o grupo de trabalho liderado por Maria de Belém Roseira, que têm o objetivo de reunir propostas e criar uma estratégia nacional de saúde “que tenha em conta as necessidades e especificidades das mulheres e que promovam a qualidade e acesso à saúde de mais de metade da população portuguesa” lê-se em comunicado.

O grupo de trabalho junta os responsáveis de diversas sociedades médicas como a Sociedade Portuguesa de Senologia, a Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar, a Sociedade Portuguesa de Ginecologia, a Sociedade Portuguesa de Oncologia, a Sociedade Portuguesa de Cardiologia, a Sociedade Portuguesa de Contraceção e a Liga Portuguesa Contra o Cancro.

Esta é uma iniciativa da Hologic, empresa de tecnologia médica especialista, responsável pelo lançamento do primeiro Índice Mundial da Saúde das Mulheres, que revelou os seguintes dados: em Portugal, “apenas 22% das mulheres afirmaram ter feito pelo menos um exame a qualquer um dos tipos de Doença de Transmissão Sexual, 64,5% não fez rastreio a qualquer tipo de cancro e apenas 46,2% fez exames à diabetes”.

Para Maria de Belém Roseira, presidente do grupo de trabalho, “as mulheres são pilar da sociedade, nesse sentido, é indispensável que a abordagem das suas necessidades em saúde contemple as especificidades que lhe são próprias, para que os cuidados de que são credoras vão ao seu encontro”.

Patrocínio

Os dados, opiniões e conclusões expressos nesta publicação são da exclusiva responsabilidade do(s) seu(s) autores e não representam necessariamente os de Bial, não podendo, em caso algum, ser tomado como expressão das posições de Bial. Bial não se responsabiliza pela atualidade da informação, por quaisquer erros, omissões ou imprecisões.