Atualidade

Sociedade Portuguesa de Cardiologia focada em estratégia nacional que responda às necessidades da saúde da mulher

A Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC) integra o grupo de trabalho liderado por Maria de Belém Roseira, que têm o objetivo de reunir propostas e criar uma estratégia nacional de saúde “que tenha em conta as necessidades e especificidades das mulheres e que promovam a qualidade e acesso à saúde de mais de metade da população portuguesa” lê-se em comunicado.

O grupo de trabalho junta os responsáveis de diversas sociedades médicas como a Sociedade Portuguesa de Senologia, a Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar, a Sociedade Portuguesa de Ginecologia, a Sociedade Portuguesa de Oncologia, a Sociedade Portuguesa de Cardiologia, a Sociedade Portuguesa de Contraceção e a Liga Portuguesa Contra o Cancro.

Esta é uma iniciativa da Hologic, empresa de tecnologia médica especialista, responsável pelo lançamento do primeiro Índice Mundial da Saúde das Mulheres, que revelou os seguintes dados: em Portugal, “apenas 22% das mulheres afirmaram ter feito pelo menos um exame a qualquer um dos tipos de Doença de Transmissão Sexual, 64,5% não fez rastreio a qualquer tipo de cancro e apenas 46,2% fez exames à diabetes”.

Para Maria de Belém Roseira, presidente do grupo de trabalho, “as mulheres são pilar da sociedade, nesse sentido, é indispensável que a abordagem das suas necessidades em saúde contemple as especificidades que lhe são próprias, para que os cuidados de que são credoras vão ao seu encontro”.