Atualidade

SPLS organiza congresso do coração com experiências sensoriais, arte e palestras de especialistas

O próximo sábado, 29 de outubro, marca o início do primeiro congresso organizado pela Sociedade Portuguesa de Literacia em Saúde (SPLS). Focado na saúde do coração, o encontro vai juntar importantes nomes da Cardiologia em Portugal no Pavilhão do Conhecimento, mas pretende igualmente ser um evento transversal — com espetáculos de arte e cultura e partilha de testemunhos pessoais. Segundo a presidente da SPLS, Cristina Vaz de Almeida, “este é o primeiro congresso do coração todo em linguagem acessível e assente nos princípios da literacia em saúde para o desenvolvimento de competências cognitivas, emocionais e sociais”.

Durante o dia, vai ser possível dar voz às preocupações e estratégias para lidar com as doenças cardiovasculares, obesidade, hipertensão, stress, AVC e tabagismo, mas não só. Para facilitar a comunicação e melhorar o acesso à informação, vários profissionais de diferentes áreas da saúde vão explicar, em palestras de 10 minutos e com linguagem acessível e clara, alguns cuidados que devemos ter com as doenças cardiovasculares e como podemos promover a nossa saúde. 

Para melhorar a experiência dos visitantes, a organização preparou também sete estações interativas, onde será possível estimular os sentidos através da dança, música, desporto, natureza, entre outros. “Nestas sete estações interativas vai poder interagir com investigadores, médicos e artistas, promovendo o seu bem-estar e a sua saúde. Pode exercitar o corpo e a mente, dançar, pintar, conversar, sentir-se bem. Terá também a oportunidade de provar vários alimentos saudáveis”, destaca a SPLS.

Ao início da tarde, a arte intensifica a sua relação com a saúde através de espetáculos inclusivos de música e dança. Para esta sociedade científica, “é essencial a literacia em saúde demonstrar a necessidade permanente de inclusão, da arte que promove o bem-estar e a saúde”. Durante o dia, no Pavilhão do Conhecimento, vai ser possível visitar expositores, fazer rastreios, conhecer melhor o que é o Suporte Básico de Vida, conversar com especialistas e deixar a sua opinião registada para eventos futuros. 

“A capacidade de sinergia dos vários parceiros também permite estes resultados e este vigor na programação. Estamos todos muito entusiasmados por conseguirmos trabalhar em conjunto para melhores resultados em saúde e maior bem-estar, sabendo também que vamos ter a continuidade. Não é uma ação isolada. Em literacia em saúde temos de ter continuidade e acompanhar os resultados”, afirma Cristina Vaz de Almeida. 

A organização garante que o número de inscrições já superou as expectativas. O evento vai contar com o apoio da Fundação Portuguesa de Cardiologia, Novartis, Jerónimo Martins, entre outras entidades. Toda a informação sobre a programação e inscrições pode ser encontrada aqui.

Patrocínio

Os dados, opiniões e conclusões expressos nesta publicação são da exclusiva responsabilidade do(s) seu(s) autores e não representam necessariamente os de Bial, não podendo, em caso algum, ser tomado como expressão das posições de Bial. Bial não se responsabiliza pela atualidade da informação, por quaisquer erros, omissões ou imprecisões.