Estatinas, terapêuticas combinadas e inibidores da PCSK9: As frentes terapêuticas da dislipidemia

“Da mesma forma que acontece com outras doenças ou fatores de risco da medicina cardiovascular – por exemplo, na diabetes ou na hipertensão arterial – também na dislipidemia parece fazer sentido começarmos a usar terapêuticas combinadas e associações fixas”, defende o cardiologista Hélder Dores, em entrevista ao Jornal Médico.

Por favor faça login ou registe-se para aceder a este conteúdo.