Estatinas, terapêuticas combinadas e inibidores da PCSK9: As frentes terapêuticas da dislipidemia

“Da mesma forma que acontece com outras doenças ou fatores de risco da medicina cardiovascular – por exemplo, na diabetes ou na hipertensão arterial – também na dislipidemia parece fazer sentido começarmos a usar terapêuticas combinadas e associações fixas”, defende o cardiologista Hélder Dores, em entrevista ao Jornal Médico.

Por favor faça login ou registe-se para aceder a este conteúdo.

Patrocínio

Os dados, opiniões e conclusões expressos nesta publicação são da exclusiva responsabilidade do(s) seu(s) autores e não representam necessariamente os de Bial, não podendo, em caso algum, ser tomado como expressão das posições de Bial. Bial não se responsabiliza pela atualidade da informação, por quaisquer erros, omissões ou imprecisões.