Qual o papel dos lípidos na aterosclerose e quão baixo devemos descer os seus níveis plasmáticos?

Apesar do progresso substancial ao nível das ferramentas de diagnóstico atualmente disponíveis e das modalidades terapêuticas, a doença cardiovascular aterosclerótica (ASCVD) permanece a causa líder de mortalidade mundial, sendo a retenção de lipoproteínas com apolipoproteína B na parede arterial o evento inicial-chave na fisiopatologia desta doença. No ESC2020, Konstantinos C. Koskinas focou o papel dos lípidos no desenvolvimento de aterosclerose, assim como os alvos atualmente recomendados para o tratamento de redução de lípidos.

Por favor faça login ou registe-se para aceder a este conteúdo.

Patrocínio

Os dados, opiniões e conclusões expressos nesta publicação são da exclusiva responsabilidade do(s) seu(s) autores e não representam necessariamente os de Bial, não podendo, em caso algum, ser tomado como expressão das posições de Bial. Bial não se responsabiliza pela atualidade da informação, por quaisquer erros, omissões ou imprecisões.