APIC alerta para o aumento de intervenções em mulheres devido a enfarte agudo do miocárdio

Os dados do Registo Nacional de Cardiologia de Intervenção (RNCI), desenvolvido pela APIC, indicam que, em 2020, foram realizadas 3.817 angioplastias primárias para o tratamento do enfarte agudo do miocárdio em mulheres, um aumento de 2,5%, face ao ano anterior. Nesse sentido, a Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC) está a promover a ação nacional de consciencialização para o enfarte agudo do miocárdio, sob o tema “Coração de Mãe”.

Por favor faça login ou registe-se para aceder a este conteúdo.

Patrocínio

Os dados, opiniões e conclusões expressos nesta publicação são da exclusiva responsabilidade do(s) seu(s) autores e não representam necessariamente os de Bial, não podendo, em caso algum, ser tomado como expressão das posições de Bial. Bial não se responsabiliza pela atualidade da informação, por quaisquer erros, omissões ou imprecisões.